quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Diego Armés à Conversa

Foto de Cheila Cunha
Diego Armés é vocalista dos Feromona, mas a vida dele não é só Rock, ele também faz "Canções Para Senhoras e Namorados".
Estas canções foram recentemente apresentadas na fnac do Chiado e em breve vão passar a disco.
A propósito de tudo isto estive à "conversa" com ele para saber um pouco mais sobre esta vertente a solo:

Diego, tendo tu já uma banda, como surgiu a ideia/vontade/necessidade de tocares a solo?
Havia músicas que ficavam fora de Feromona, umas porque não eram aprovadas, outras porque não se adequavam ao registo da banda. Fui acumulando umas quantas, trabalhando-as noutro sentido, com uma abordagem “não rock”. Mais ou menos sem querer e sem saber muito bem porquê, comecei a dar uns concertos, meio a brincar, e comecei a ver que as pessoas até gostavam… e foi assim. Mas é uma coisa que já dura há anos. Decidi editar agora porque surgiu a oportunidade. Tenho músicas com quatro e cinco anos.

O que te inspira para fazeres as tuas canções e como separas o que fazes a solo, do que fazes com a banda?
Se eu responder “olha, não sei” vale? É que não faço a menor ideia… Normalmente, quando começo a compor não dou muito por isso nem penso sobre o assunto. Depois de pronta a música é que decido o que fazer com ela. Há algumas que não voltam a ser tocadas porque não me lembro delas no dia seguinte… Outras adequam-se a Feromona e outras são para senhoras. E pronto.

Quem colabora contigo no disco?
Colaboram o Filipe Fernandes (co-produtor, técnico de som, percussões, melodia e espanta-espíritos), João Gil (piano), Ricardo Jacinto (violoncelo) e Rosa P. (acordeão).

O disco já está pronto, quando sai?
O disco está pronto em termos de gravações. Falta o resto e este “resto” nem sempre é previsível. Segundo o plano, deve sair entre o fim de Março e o início de Abril.

Já fizeste uma pequena apresentação na fnac do chiado, como é que correu?
Correu muito bem. Estava muita gente. Pessoas atentas. Houve boas reacções no final. Muito boas. Toquei com o João Gil na maior parte dos temas. Enganei-me uma ou duas vezes, estava um bocado nervoso. Mas resultou.

Estão previstos mais concertos a solo?
Sim. Previstos estão muitos. Marcados estão dois ou três. Que me lembre agora, dia 23 na CulturBica e 16 de Março no OffBeatz, no MusicBox – este vai ser com a formação completa, espero eu.

E para os Feromona como vai ser 2011?
Vai ser um ano de trabalho, composição, gravações, filmagens e alguma meditação. Esperamos ter novidades para breve.

Para conhecerem mais destas abordagens "não Rock" do Diego podem ir até ao seu Facebook - http://www.facebook.com/diegoarmes .
Por agora deixo um video de uma das canções que fará parte do disco e que me deixa com uma enorme expectativa para o que aí vem:

1 comentário:

Bruno Celso disse...

Força Diego e força Feromona!E obrigado por partilhares o teu talento ...