domingo, 1 de novembro de 2009

António Sérgio - 59 Anos

Acabo de chegar de viagem e fiquei a saber do desaparecimento do grande António Sérgio.
Podem saber mais sobre ele aqui e aqui.
Para mim e se calhar para alguns da minha idade, ele era a fonte que nos dava a conhecer o que havia de novo no que se passou a chamar "Som da Frente" , muito por causa do seu programa.
Infelizmente já não acompanhei tanto quando ele passou pela XFM pois só passava em Lisboa e Porto, e agora na radar também já não o ouvia tanto.
Ainda recentemente o vi no "5 para a meia noite", convidado pelo Fernando Alvim e foram uma delícia os momentos em que o Alvim o deixava falar.
A minha memória do António passa também pelas cassetes com gravações do programa que me emprestavam, e em que a sua voz parecia fazer parte das músicas que passava.
Espero que ele continue a procurar aqueles sons que nos surpreendem e agradam, lá no outro lado.

6 comentários:

jbandos disse...

Pois é acho que descreveste tudo a na perfeição. Foram as tardes mágicas dos anos 80, com o Som da Frente na extinta comercial, sim digo extinta, porque de há uns anos para cá perdi rasto a essa rádio. Nunca deixei de acompanhar os seus programas nas outras rádios por onde passou, sobretudo ultimamente na Radar.
Posso afirmar com toda a certeza que foi o radialista que mais me influenciou em termos musicais. Felizmente existem gravações... e eu infelizmente acho que as perdi todas.
Enfim... foi bom e espero que a sua influência perdure durante muitos e bons anos... e que as pessoas saibam que rádio não é só a dos formatos(????)... nós pelo menos soubemos e sabemos como é.

teXas disse...

Uma voz inesquecível...
Uma grande perda.

beatbox disse...

Era o meu pai musical. A eledevo os meus gostos musicais que, de certa maneira, influenciam também a maneira de ser de cada um. Curioso que, no dia em que vi um dos nomes que ele me deu a conhecer (o Peter Murphy), nos deixa a todos com o seu legado. Para sempre o seu nome ficará associado à divulgação da música top-quality. Com ele não havia cedências: ou era bom ou ele não passava! Com ele, ou era sim ou sopas!! Não havia pressões que o abalassem! Preferia sair que ser pressionado! Com ele, ficámos a saber o que era a verdadeira rádio! Excelente comunicador, excelente ser humano, o melhor radialista que já conheci nos meus 43 anos.
Obrigado, António Sérgio.
Keep on rockin' in the free world!

texasflood disse...

Inesquecível, Rolls Rock - Rádio Comercial 20:00 / 21:00 e a sua Lista Rebelde do Rock. Bons velhos tempos. Nunca me identifiquei muito com o som inglês que ele trazia para Portugal, mas sem dúvida, que era bom ouvir rádio nessa altura.

pedro suissas disse...

Tanta horinha que passei a ouvir este senhor, fosse às horas que fosse e tanta K7 que gravei para mais tarde ouvir e dar a ouvir; e as músicas que gravei e que ainda hoje por causa da sua espectacular voz, não sei que banda era!Ui!! Naqueles anos 80 e principio de 90, tantas bandas que me deu a conhecer e me influenciaram os gostos... Agora ouvindo o seu programa da Radar já não há aquela surpresa ou novidade, mas fica o grande feito de um gaijo que não parou no tempo e continuou a apresentar sempre música nova! Um grande viva ao Lobo e que lá para onde vai continue a apresentar boa música sempre! O DIREITO À DIFERENÇA!
Pedro Suissas
Aveiro

dj duck disse...

É verdade a Lista Rebelde tanto no Som da Frente como no Grande Delta!E o Manifesto no Blitz!
Abraço
dj duck
Resistir!Resistir!
www.radarlisboa.dm