terça-feira, 12 de janeiro de 2010

A Canção Internacional da Década

Numa década que começou practicamente com o ataque às Torres Gémeas e acabou com o Prémio Nóbel da Paz entregue a um Presidente Negro Americano, que nos deu um novo (velho) Papa, uma invasão ao Iraque que não sabe quando terminará, outra ao Afeganistão que terminará quando calhar, uma crise financeira (para alguns) que ainda não sabe no que vai dar, tivémos também dois jogadores eleitos o Melhor do Mundo (Figo e Ronaldo), tivémos uma evolução informática indescritível, etc., etc., etc.
Musicalmente tivémos uma década bastante interessante em que oitenta passou a ser moda, o que nem sempre é bom, pois como já referi -o que era mau na altura continua a ser mau agora (Duran Duran, A-Ha, Wham's e Europe's incluídos), mas onde apareceram muitos grupos a fazer lembrar coisas boas de outros tempos, género Interpol, Editors, The National, Franz Ferdinand, Arcade Fire, Bloc Party, Arctic Monkeys, The Strokes, TV On The Radio só para nomear alguns.
Para mim a canção internacional que melhor reflete toda esta década louca, é sem dúvida o tema "Seven Nation Army" dos americanos "White Stripes", que apareceu em 2003 e provou como também se faz rock só com uma bateria e uma guitarra e ficou tão popular que no último Campeonato do Mundo de Futebol - Berlim 2006 - não se ouvia outra coisa em todos os estádios.
Deixo aqui então o video da canção que provavelmente representa melhor esta primeira década do século XXI.

1 comentário:

José disse...

Pois é como todas as décadas esta foi muito interessante, sobretudo porque a vivemos, tal como a de 90 a de 80 e por aí fora.
A questão da recuperação dos tempos que ficaram para trás não é mais do que "com papas e bolos e se enganam os tolos", tens toda a razão, o que era mau nunca será bom, até me arrepiei quando escreveste o nome de algumas das bandas. Vieram-me à memória as noites das histéricas na discoteca da cidade, cada vez que passavam algumas faixas de bandas vindas da Suécia em que uns gajos com ar efeminado eram os heróis... pois era o tempo dessa coisa horrorosa chamada rock fm... mau gosto já nós o dizíamos na altura.
Se esta última década foi louca, sim foi demasiado louca e alucinada. Sobretudo porque os resultados que se vão ver daqui por uns anos vão ser muito maus, porque é sobretudo a década em que a mediocridade poder ou já tinha subido na anterior.
A nível musical foi tão boa como as outras, falo por mim, felizmente continuo a ser um ignorante em relação ao mainstream e sinto-me muito feliz assim...
Enfim todas as décadas e anos são boas e más, mas o que vai marcar a de 90, sem margem para dúvidas, foi um dos leitores deste blog ter vestido uma camisola preta da benetton em Caminha, mas isso são outras histórias que não podem ser contadas aqui.
Abraços e boas décadas